Drops

Cientistas querem plantar uvas em Marte

O projeto IX Millenium está cultivando videiras para solo de Marte


Um grupo de cientistas e viticultores da Geórgia está pesquisando quais uvas serviriam para o terroir de Marte. Sim, eles querem saber quais as castas mais propícias e qual a melhor maneira de cultivar videiras, na esperança de que um dia os colonos possam fazer seu próprio vinho no planeta.

O projeto IX Millennium, com sede em Tbilisi, capital georgiana, está cultivando videiras para os solos do “planeta vermelho”. Uma equipe de acadêmicos e pesquisadores está aproveitando a herança vitivinícola de 8.000 anos da Geórgia e sua biblioteca estatal de uva em Saguramo, que produz 450 variedades locais e 350 estrangeiras para identificar a uva mais adequada às condições de Marte.

Embora a perspectiva do cultivo de videiras em Marte possa estar longe de ser realidade, a pesquisa pode ajudar a responder perguntas sobre radiação, poeira e outros desafios para a agricultura em Marte.

“Se vamos morar em Marte um dia, a Geórgia precisa contribuir. Nossos ancestrais trouxeram vinho para a Terra, então podemos fazer o mesmo com Marte”, disse Nikoloz Doborjginidze, fundador da Agência de Pesquisa Espacial da Geórgia e assessor do Ministério da Educação e Ciência, que faz parte do projeto.

A equipe planeja construir um laboratório na Geórgia que imitará as condições em Marte. A sonda Phoenix, da NASA, analisou o solo marciano em detalhe e, desde então, os cientistas replicaram suas características para testar o potencial de cultivo. O solo marciano pode ser replicado na Terra com o basalto esmagado de um vulcão extinto no deserto de Mojave, na Califórnia.

A equipe antecipa que as uvas brancas provavelmente se sairão melhor do que as tintas, com uma variedade prospectiva Rkatsiteli, que é conhecida por sua alta resistência a invernos frios e verões quentes. Os efeitos da radiação na uva também serão testados. “Os brancos tendem a ser mais resistentes aos vírus. Então imagino que vão se sair bem contra a radiação também. A pele deles pode refletir”, disse Levan Ujmajuridze, diretor do laboratório de vinhedos do país.

Vale lembrar que a NASA imagina que uma missão tripulada a Marte possa acontecer até 2034

Da redação

Publicado em 14 de Fevereiro de 2019 às 17:00


Notícias Vinho Vinho em Marte IX Millennium

Artigo publicado nesta revista

Cult Wine Da Toscana

Revista ADEGA 159 · Janeiro/2019 · Cult Wine Da Toscana

Caberlot, História e Degustação Exclusiva