Revista ADEGA
Busca

Viticultura nos extremos

Começou a colheita de uvas na região mais austral do mundo

Vinhedos na Patagônia chilena estão a 1800 quilômetros de Santiago


Vinhedos de Chile Chico e Puerto Ibánez, na Patagônia, estão entre os mais austrais do mundo
Vinhedos de Chile Chico e Puerto Ibánez, na Patagônia, estão entre os mais austrais do mundo

Na mesma semana em que começou a primeira colheita de inverno no hemisfério norte nas Ilhas Canárias, começou também a colheita na região mais austral do mundo, em vinhedos de Chile Chico e Puerto Ibánez, na Patagônia.

O Instituto de Investigações Agropecuárias (INIA) do Chile é o principal responsável pelo projeto, chamado de Viticultura de Interés Enoturistico en la Patagonia, e implantou vinhedos experimentais, em 2016, na província de General Carrera, a 1800 quilômetros ao sul de Santiago e a 1700 quilômetros ao norte de Ushuaia, na Argentina, o ponto mais ao sul do nosso hemisfério.

Alguns produtores já integram o projeto, que contempla também a capacitação em viticultura e enologia dos empreendedores interessados, além de permitir explorar e medir o potencial do enoturismo local.

Diego Arribillaga, diretor das equipes de frutas e videiras do INIA, contou que no final de março começaram a colher as uvas Chardonnay e que agora estão aguardando o ponto da Pinot Noir: "Além do estudo determinar o potencial produtivo e enológico dessas duas cepas numa região tão ao sul do globo, a incorporação da vitivinicultura na região  vai oferecer uma alternativa de associativismo em torno do enoturismo e da cultura do vinhedo, somada à cultura local, que carrega o importante selo 'Patagônia'", completa. Diego.

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 07/04/2022, às 08h50 - Atualizado às 09h00


Mais Mundovino