Espanha

Como ler rótulos da Espanha?

Dicas de como compreender as informações do rótulo espanhol


Rioja é uma das principais regiões do vinho da Espanha

Os rótulos espanhóis, comparados com os franceses e italianos, são muito mais simples de entender e, mais do que isso, os produtores da Espanha têm feito etiquetas com mais detalhes para facilitar o consumidor. Ainda assim, há termos que trazem confusão e, para complicar um pouco, a mesma uva pode ter nomes diferentes em cada região.

Dicas:

1- A principal uva dos tintos das duas mais tradicionais regiões vitivinícolas da Espanha é a Tempranillo. Em Ribera del Duero, boa parte dos tintos são feitos com 100% desta casta, que ainda pode ser chamada de Tinto Fino ou Tinto del País. Em Rioja, a Tempranillo também reina, mas geralmente com mesclas de Graciano, Garnacha (Grenache) ou Cariñena (Carignan ou Mazuelo). Ou seja, a mesma uva pode ter nomes distintos dependendo da região. É bom ficar atento a isso.

Leia mais:

Como decifrar rótulos italianos?

A legislação espanhola do vinho

Tempranillo: a uva dos célebres vinhos espanhóis

2- Vale consultar os contrarrótulos espanhóis, pois eles costumam trazer as uvas usadas nos cortes.

Outros termos que podem aparecer:

Año ou Cosecha – safra.

Blanco – branco.

Cava – espumante produzido em uma região da Espanha.

Dulce – doce.

Rosado – rosé.

Vendímia – safra.

Viejo – vinho envelhecido por pelo menos três anos.

Viña ou Viñedo – vinhedo.

O que você pode encontrar em um rótulo espanhol?

[Colocar Alt]

1 - Nome do produtor e da vinícola – Pode ser uma Bodega, uma Viña, uma marca etc.

2 - Ano da safra.

3 - Região de origem – A Denominação de Origem em espanhol é “Denominación de Origem”. As mais tradicionais são Rioja e Ribera del Duero.

4 - Local de engarrafamento – “Embotellado por” significa “Engarrafado por”. Também pode estar escrito “Elaborado en la propriedad”.

5 - Classificação do vinho em sua região – Joven (ou sin Crianza), Crianza, Reserva e Gran Reserva sugerem o tempo que o vinho envelheceu em barricas e depois em garrafa antes de ser lançado no mercado. Joven indica que o vinho não passou por barrica, ou, se passou, ficou pouco tempo. Os Crianza geralmente envelhecem por dois anos, sendo seis meses em barrica. Os Reserva ficam guardados por três anos, sendo um em madeira. Os Gran Reserva tendem a ficar pelo menos cinco anos envelhecendo.

Veja também:

Vinhos espanhóis avaliados pela ADEGA

Como ler rótulos de vinhos portugueses?

Ribeira del Duero: o lado espanhol do Douro

Da redação

Publicado em 26 de Agosto de 2019 às 11:00


Notícias Espanha vinhos espanhóis como ler rótulos de vinhos da Espanha