Italiano pretende lançar 'couro" de vinho

O empreendor aposta na produção do novo "tecido" a partir de fibras de cascas e sementes de uva


O arquiteto e empreendedor Gianpiero Tessitore pretende lançar um novo tipo de
tecido, ainda neste ano, baseado em fibras de cascas e sementes de uva. O “couro de vinho”,
como está sendo chamado, deve fazer parte de uma linha de roupas e acessórios para atender consumidores que não querem usar tecidos vindos de origem animal.



O trabalho com o novo material começou em 2014 com uma cooperação entre diversos centros de pesquisa italianos, incluindo a Universidade de Florença. Em junho de 2016, Tessitore patenteou o processo de produção do “couro” e lançou sua própria empresa, a Vegea. 

Tessitore afirma que o novo tecido pode ser produzido em larga escala com custos reduzidos. Além disso, ele revela que sua empresa é sustentável já que os 26 bilhões de litros de vinho produzidos proporcionam 7 bilhões de resíduos, o que pode produzir 3 bilhões de metros de “couro de vinho”. 

Da redação

Publicado em 12 de Dezembro de 2017 às 16:23


Notícias

Artigo publicado nesta revista