Mundo Vino

Uvibra busca investidores para nova fábrica de vasilhames de vidro no RS

A falta de garrafas está gerando prejuízos para produtores e maiores custos para o cliente final


 

Garrafas de vidro são gargalo na produção vinícola brasileira

A União brasileira de Vitivinicultura – Uvibra – trabalha junto com o estado do Rio Grande do Sul para buscar investidores interessados em instalar uma nova fábrica de garrafas de vidro na Serra Gaúcha. O problema da falta de vasilhames não é novo, mas se agravou esse ano com a alta no consumo de vinhos.

LEIA MAIS

» A safra das safras - excepcional e histórica, safra 2020 no Brasil encanta enólogos

» Conheça as uvas dos terroirs do Brasil

A falta de garrafas fez com que grande parte das vinícolas não pudesse honrar seus pedidos por não conseguir envasar vinhos e espumantes que já estão prontos para ir ao mercado.  “O problema é sério. Mesmo quando o setor estava estagnado já faltavam garrafas”, relata Deunir Argenta, presidente da Uvibra.

 A primeira reunião com empresários brasileiros do setor de vidros já aconteceu e está agendada ainda uma segunda reunião com investidores americanos que têm interesse no projeto.

Com os fabricantes de garrafas de vidro voltados para o setor cervejeiro, que concentra os grandes volumes, as vinícolas nacionais têm que buscar outras opções como importar garrafas do Chile e da Argentina.

Fato é que esse será um problema para o setor por mais algum tempo, a previsão mais otimista é que a fábrica esteja pronta e operante em no mínimo dois anos.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

André De Fraia

Publicado em 8 de Dezembro de 2020 às 18:00


Notícias Vinho Garrafa Nova Fábrica