Mundo Vino

Vinho francês amarga queda nas vendas com tarifa dos EUA e pandemia

A queda foi sentida principalmente em Champagne e Bordeaux


 

Pandemia e tarifas dos Estados Unidos foram apontados como os responsáveis pela queda nas exportações

O vinho francês teve uma queda de faturamento de 13,9% nas exportações em 2020 em comparação com o ano anterior. Em volume a queda, apesar de menor ficando na casa de 6%, mostra que o valor do vinho teve um grande tombo, chegando ao patamar negociado em 2016.

"Há um ano dissemos que seria um ano difícil", disse César Giron, presidente do FEVS (Fédération des Exportateurs de Vins & Spiritueux). "Mas nossas expectativas foram superadas", completou.

O órgão aponta dois aspectos na queda das exportações em 2020, primeiramente a pandemia de Covid-19 que fechou restaurantes e hotéis pelo mundo e derrubou as vendas de vinhos franceses, afetando principalmente os Champagnes.

Segundo, os Estados Unidos, devido uma disputa aeroespacial entre a Boeing americana e a Airbus europeia, decidiu castigar a França e outros produtores europeus de vinho taxando a bebida e derrubando as exportações. O FEVS calcula que a medida fiscal varreu 400 milhões de Euros em importações francesas que tinham destino o mercado americano.

A medida inicialmente contemplava vinhos com até 14% de volume alcoólico, mas passou em janeiro de 2021 a abranger os acima de 14% e outros produtos derivados da uva como o Cognac.

"É urgente que a chefe da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, intervenha para resolver este assunto diretamente - e sem demora - com o Presidente Joe Biden", destacou Giron.

» Estudo mostra que taninos podem inibir a Covid-19

» Homem é flagrado com vinho contrabandeado pela terceira vez

» O que é o Resveratrol e quais são seus benefícios

As autoridades francesas, no entanto, preveem um ano de 2021 de retomada do mercado de vinho e crescimento no segmento. A vacinação e o retorno da economia mundial são fatores que pesam positivamente para um bom ano, apesar dos Estados Unidos não terem dado sinal de que revogarão a taxa de 25% imposta.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 14 de Fevereiro de 2021 às 14:00


Notícias Vinho França Queda Exportação Mercado Tarifas Covid-19