ADEGA indica

10 vinhos com o famoso blend GSM, que vem ganhando mais corações a cada ano

Grenache, Syrah e Mourvèdre: lista caprichada nos leva do Rhône, a terra do GSM, para o mundo


Grenache, Syrah e Mourvèdre se dão muito bem quando misturadas

Grenache, Syrah e Mourvèdre são três das variedades de uvas mais comuns do Vale do Rhône na França e base para uma grande parte de seus vinhos. 

Com o tempo, os blends da parte sul da região passaram a ser conhecidos pelo acrônimo GSM, as iniciais das castas.

Com o sucesso esse blend passou a ser produzido em inúmeras regiões vinícolas do mundo, sendo muito apreciado tanto pelo caráter frutado e exuberante, quanto, dependendo de como é elaborado, pela sua capacidade de evoluir em garrafa.

E é fato, essas três variedades se dão muito bem quando misturadas.

A Grenache impondo seu caráter frutado e mais redondo na mescla, a Syrah traz as especiarias e uma certa untuosidade e a Mourvèdre aportando estrutura de taninos e aspectos terrosos. Vinhos muito versáteis e de perfil gastronômico, que funcionam muito bem com uma infinidade de pratos da cozinha mediterrânea. 

O lado amável e cativante desses vinhos fez com que os GSM ganhassem terrois e corações mundo afora

O Rhône tornou essa mistura famosa com as altíssimas pontuações da crítica especializada nos últimos 30 anos, porém esse é apenas um dos fatores para que outras regiões do mundo se inspirassem nesse blend. 

A fácil adaptação dessas variedades em climas mais quentes ou mediterrâneos levou o trio para Espanha, sul da Austrália, África do Sul, partes dos Estados Unidos, do Chile e também da Argentina. Por último, mas não menos importante, o lado amável e cativante desses vinhos, que oferecem um estilo, muitas vezes, mais compreensível, quando comparado aos vinhos de Bordeaux ou da Borgonha, agradando desde iniciantes até iniciados, fez com que os vinhos GSM ganhassem terrois e corações mundo afora.

Codegua GSM 2018 - AD 91 pontos

O Codegua GSM 2018 é um "GMS", com predominância de Grenache e Mouvèdre - aqui chamada de Monastrell e completada com Syarh. Suculento e frutado, tem final cativante, com toques terrosos e especiados.

Famille Perrin Réserve Côtes-du-Rhône 2017 - AD 90 pontos

Um GSM clássico do berço do Blend, a região francesa do Rhône. Tem boa concentração de sabor, acidez refrescante, taninos de ótima textura e final suculento e persistente.

Grey Single Block Apalta Vineyard GCM 2018 - AD 93 pontos

Ok, não é um GSM, mas é quase. A substituta aqui escolhida foi a Cariñena, ou Carignan. E a Mourvèdre recebe um dos seus outros nomes, Mataro. O Grey Single Block Apalta Vineyard GCM 2018 da Ventisquero é uma delícia que se bebe perigosamente fácil e aparenta ser menos complexo do que realmente é.

John Duval Plexus Red 2016 - AD 95 pontos

Com predomínio da Syrah - aqui grafada como Shiraz - o blend é feito com uvas provenientes dos melhores terroirs da Austrália. O resultado? Um vinho com a alma do país, carregado de complexidade e conta com um longuíssimo final de boca.

Luminoso Revana Vineyard Single Block 13 GSM 2016 - AD 91 pontos

Com Garnacha, Syrah e Mourvèdre fermentadas juntas, o Luminoso Revana Vineyard Single Block 13 GSM 2016 do Vale de Uco na Argentina é gostoso de beber, tem final cativante e com toques de cerejas.

M. Chapoutier Rasteau 2015 - AD 92 pontos

Esse belo GSM do Rhone é majoritariamente de Grenache e impressiona pelo equilíbrio do conjunto, tudo sustentado por taninos de excelente textura, acidez refrescante e final persistente.

 

 

Polkura GSM+T 2017 - AD 92 pontos

O nome já dá uma pista. Esse GSM recebe um algo a mais. O T é de Tempranillo que é a maior parte desse blend. Frutado, fluido e cheio de tensão, o Polkura GSM+T 2017 tem acidez elétrica, taninos firmes e final persistente e agradável,

Purgatori 2017 - AD 92 pontos

Um GSM sem o M. Carignan entra no lugar da Mourvèdre aqui nesse blend. O Purgatori 2017 é fluido e fresco, tem acidez vibrante, taninos tensos e final suculento e persistente.

The Chocolate Block 2013 - AD 92 pontos

Nesse incrível belnd sul-africano, a Mourvèdre é substituída por Cinsault e um toque da branca Viognier. O resultado é um vinho repleto de frutas negras, notas de ervas e de especiarias doces, tudo bem equilibrado por ótima acidez e taninos polidos e finos. Uma delícia.

Ver Sacrum G.S.M. 2017 - AD 93 pontos

Um GSM de dicionário. Aqui temos  70% de Garnacha, mais partes iguais de Syrah e Monastrell, todas mescladas no vinhedo! Os taninos firmes, a acidez vibrante e o final cheio e vertical fica completo com os toques florais e de cerejas.

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Da redação

Publicado em 7 de Julho de 2021 às 19:15


Adega Indica ADEGA indica Indicação Vinho GSM Grenache Syrah Mourvèdre Monastrel Mataro Rhône Corte GSM