Mundo Vino

Bordeaux aprova seis novas castas para a região

Pesquisadores fazem uma busca por sustentabilidade e variedades que possam se adaptar melhor às mudanças climáticas


 

Touriga Nacional, variedade portuguesa é uma das novas uvas aprovadas em Bordeaux

O Institut National de l’Origine et de la Qualité, órgão regulador da agricultura na França, aprovou o plantio de seis novas castas na região de Bordeaux. Serão as tintas Arinarnoa, Castets, Marselan e Touriga Nacional e as brancas Alvarinho e Liliorila. A autorização já vale para o ano de 2021.

LEIA MAIS

» Cidade paranaense entra com registro para nova IG de vinho

» Polícia do RS apreende mais de 1000 garrafas de vinho ilegais

Algumas regras, no entanto, terão que ser seguidas, as novas castas só podem ser usadas em vinhos AOC Bordeaux e Bordeaux Supérieur, os vinhedos não podem passar de 5% do total da propriedade e 10% do blend final dos vinhos.

A região busca novas castas que possam se adaptar ao aquecimento global e às mudanças climáticas. Os vinhedos de Bordeaux vêm sofrendo com altas temperaturas que bateram a casa dos 41° em 2019 e somam um aumento médio de 2° Celsius nos últimos 70 anos. Ao todo foram estudadas 52 castas provenientes do sul da França, Grécia e Portugal até se decidir por essas seis.

Elas se somarão às castas já autorizadas -  Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Malbec, Carménère e Petit Verdot entre as tintas e Sémillon, Sauvignon Blanc, Sauvignon Gris, Muscadelle, Colombard, Ugni Blanc, Merlot Blanc e Mauzac entre as brancas.

Segundo os pesquisadores as variedades escolhidas, além de ter maior resistência às altas temperaturas, possuem as características necessárias que farão o vinho bordalês manter seu estilo único.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 27 de Janeiro de 2021 às 11:40


Notícias Bordeaux Aquecimento global Vinho Castas Novas Corte Bordalês