Revista ADEGA
Busca

Mistura de vinho contra Alzheimer

A doença pode ser tratada com uma combinação de compostos presentes no vinho


Um estudo da Universidade de South Wales, na Austrália, apontou que a doença de Alzheimer pode ser tratada com uma combinação de compostos de polifenois presentes no vinho. Até então, pesquisas anteriores mostravam que o resveratrol, um dos componentes do vinho, tinha grande eficácia na prevenção e tratamento, contudo, para ter algum efeito, era necessário sintetizar o equivalente a mil garrafas de vinho em uma pílula. Ainda assim, o consumo de resveratrol em tamanha quantidade tinha efeitos colaterais, como náusea, diarreia e até desidratação. Os australianos, porém, perceberam que a quantidade de resveratrol pode ser diminuída e combinada com outros dois compostos do vinho, criando os mesmos benefícios neuroprotetores e minimizando as reações adversas. Eles planejam começar em breve o teste em grande grupos de pacientes com Alzheimer para comprovar a eficácia.

Veja também:

+ As vantagens do vinho contra a diabetes

+ Descubra outros benefícios do vinho para a saúde

+ Vinho estimula mais o cérebro do que a matemática

Redação
Publicado em 05/07/2018, às 09h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 15h52


Mais Notícias