Herdade da Malhadinha Nova

O vinho como negócio de família na Herdade da Malhadinha

A vinícola Herdade da Malhadinha em Portugal, é comandada pela família Soares


Contrariando a velha teoria que não recomenda misturar negócios e família, na Herdade da Malhadinha eles caminham juntos desde o início. A propriedade foi comprada em 1998, mesmo ano do nascimento de Francisca Maria, primeira filha do casal João e Rita Soares. Matilde Maria nasceu quatro anos depois e, no ano seguinte, o casal adotou Melissa Maria, que tem praticamente a mesma idade de Francisca. São elas as “Marias” da Malhadinha, que dão nome ao, até hoje, tinto mais importante da vinícola. A ilustração no rótulo do vinho é um desenho em traço simples que mostra três meninas, feito pelas próprias homenageadas.

Os primeiros vinhos da Herdade a chegar ao mercado foram os da linha Monte da Peceguina, branco e tinto, cujo rótulo traz um bonito cacho de uvas desenhado por Francisca. Já a sorridente vaquinha que até hoje ilustra o rótulo dos vinhos da linha Malhadinha, nas versões branco e tinto, é obra de Matilde. Foi de Rita a ideia de pedir às filhas que fizessem os desenhos, inicialmente encomendados a seu irmão, designer de formação. Desde então, mantevese também a prática de lançar vinhos celebrando os novos membros da família. Quando João Maria, filho de João e Rita, veio ao mundo em 2004, foi lançado o tinto “Pequeno João”, que, fiel ao nome, só e produzido em garrafas de 500 ml (ou em magnums e double magnums de 1,5 e 3 litros, respectivamente). Em 2008 foi a vez de António Maria, primeiro filho do casal Paulo e Margarete. Como foi um grande ano para a Alicante Bouschet, o vinho “Menino António” é 100% à base dessa uva e, por essa razão, só teria nova edição em 2012, quando a safra foi de novo muito boa para a casta. A solução encontrada para ilustrar o rótulo desses dois vinhos em seus respectivos lançamentos foi simples e engenhosa: no primeiro, aparece estampada a mãozinha de João; no segundo, o pezinho de António (esse último num tom violáceo que faz jus à própria uva com que foi produzido). O exemplo mais recente foi o lançamento, em 2013, do tinto MM da Malhadinha, que marcou o nascimento de Mateus Maria, também filho de João e Rita. Nascida em 2010, Maria Benedita, filha mais nova de Paulo e Margarete, fez o desenho que ilustra o rótulo do Antão Vaz 2015.

Única exceção feita a essa política. Joachim Koerper foi convidado a ilustrar o rótulo do primeiro Syrah produzido na Herdade, do qual até hoje foi lançada apenas uma safra. Não por acaso, o desenho de Koerper mostra um chef com o característico “toque” como é conhecido o “chapéu branco” usado por esses profissionais.

Veja também:

O vinho e a música da família Bocelli

O homem por trás dos grandes vinhos da família Antinori

Família Soares e a portuguesa Herdade da Malhadinha Nova

Da redação

Publicado em 25 de Junho de 2019 às 19:00


Notícias Herdade da Malhadinha Nova Família Soares vinho português

Artigo publicado nesta revista