Mundovinho

Receita Federal apreende garrafas de vinho no Porto de Suape

Além dos rótulos de vinhos também foram encontradas latas de polpa de tomate


Garrafas de vinhos eram avalaidas em mais de R$ 100 mil

No começo de junho, a Receita Federal interceptou um container com 346 garrafas de vinho, avaliadas em mais de R$ 100 mil. Na foto divulgada, vê-se garrafas de Gaja, Pio Cesare, Ca’del Bosco e outras marcas italianas famosas. Elas estavam escondidas em meio a uma carga de moldes e equipamentos para a fabricação de mesas e cadeiras plásticas. A apreensão da mercadoria não declarada aconteceu no Porto de Suape, Recife.

Além das garrafas de vinho, a Receita encontrou 168 latas de polpa de tomate. A importadora perdeu toda a mercadoria não declarada e incompatível com a atividade da empresa, pois trabalha com produção de artefatos de material plástico.

Leia mais:

Polícia britânica investiga fraudes de vinhos

Sindicância busca indícios de fraude em rótulos de vinhos de Bordeaux

A Receita afirmou que a empresa pode responder a processo e pode ser autuada pelo crime de descaminho, que é a tentativa de ingressar produtos sem o pagamento de impostos.

Veja também:

+ Dicas de como não comprar vinhos falsificados

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Da redação

Publicado em 4 de Setembro de 2019 às 13:00


Notícias Porto de Suape fraudes vinho falsificado Receita Federal

Artigo publicado nesta revista