Mundovino

Grupo proprietário da Quinta do Noval compra Quinta do Passadouro

Passadouro se une a Noval e passa a ter 181 hectares


O grupo AXA Millésimes, que entre outras vinícolas é dona do Château Pichon Baron, Château Suduiraut e também da histórica Quinta do Noval em Portugal, anunciou a aquisição da Quinta do Passadouro. “É com muito prazer que anuncio que adquirimos a Quinta do Passadouro à família Bohrmann, nossos vizinhos e amigos há muitos anos”, afirmou Christian Seely, diretor geral da AXA Millésimes e da Quinta do Noval.

Leia mais:

O melhor do vinho do Douro

A revolução dos vinhos do Douro

Cruzeiros enogastronômicos no Rio Douro

“A vinha do Passadouro é composta por duas parcelas principais, ambas semelhantes às parcelas da Quinta do Noval. Uma parcela no vale do Pinhão, onde se encontra a maioria da vinha da Noval, e que é considerado um dos melhores terroirs do Douro. E outra parcela no Roncão, onde a Noval também tem uma área de vinha importante com um terroir de alto nível. Os Vintages da Quinta do Noval são produzidos com uvas dos vales do Pinhão e do Roncão, e conhecemos a qualidade das vinhas vizinhas do Passadouro”, completou Seely.

Segundo ele, a equipe do Passadouro vai continuar. “Desejamos manter a marca Quinta do Passadouro, que tem produzido vinhos impressionantes sob a gerência da família Bohrmann. Os 36 hectares da Quinta do Passadouro juntam-se aos 145 hectares da Noval, perfazendo uma área de vinha total de 181 hectares”, afirmou Seely.

Veja também:

Rabelo: o barco do vinho de Douro

Como ler rótulos de vinhos portugueses?

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Da redação

Publicado em 18 de Outubro de 2019 às 20:00


Notícias Quinta do noval quinta do passadouro mercado do vinho AXA Millésimes Douro

Artigo publicado nesta revista

Degustação Histórica

Revista ADEGA 167 · Setembro/2019 · Degustação Histórica

Os ícones de Bordeaux 1982