Mundovino

Polícia italiana apreende Pringles sabor Prosecco

Pacotes apreendidos teriam sido comprados por empresa holandesa


Pacotes  de Pringles apareceram com a frase "Prosecco e pimenta" na embalagem

Centenas de pacotes de batatas fritas Pringles com sabor Prosecco foram apreendidos pela polícia na região de Vêneto, no norte da Itália, por uso indevido do nome de um vinho protegido pela lei. “Não podemos permitir o roubo de identidade”, disse a ministra da Agricultura da Itália, Teresa Bellanova, após a ação.

O Ministério disse que os produtos, que alegavam conter o sabor Prosecco, usavam o nome do popular vinho espumante sem a aprovação das autoridades da denominação Prosecco. Luca Zaia, presidente do Vêneto, postou uma foto de um pacote de Pringles “Prosecco e pimenta rosa” em sua página do Facebook em outubro, sobreposta com a palavra “não” em maiúsculas e em vermelho. “Não podemos mais tolerar que um nome protegido seja usado sem autorização”, escreveu ele.

O Ministério da Agricultura disse acreditar que os pacotes apreendidos foram comprados de uma empresa holandesa. Um porta-voz da marca Pringles disse, em comunicado, que o sabor “Prosecco e pimenta rosa” foi produzido como uma edição limitada antes do Natal de 2018. A declaração dizia que espumante Prosecco DOC foi usado como ingrediente e que todas as diretrizes e regulamentos europeus da denominação de origem foram seguidos, mas a marca acrescentou que “não tem planos de produzir essa variante no futuro”.

Veja também:

Polícia desmonta rede de tráfico de trabalhadores em vinhedos franceses

Enólogo tenta colocar filha em faculdade de forma fraudulenta e é preso

ASSINE JÁ A REVISTA ADEGA. DESCONTOS DE ATÉ 76% 

Da redação

Publicado em 10 de Dezembro de 2019 às 15:00


Notícias Prosecco vinho italiano

Artigo publicado nesta revista

International Tasting

Revista ADEGA 169 · Novembro/2019 · International Tasting

Grandes ícones