Mundo Vino

Primeiro-ministro francês anuncia ajuda milionária para o setor vitivinícola

Governo francês promete € 250 milhões para ajudar setor em 2020


 

Primeiro-ministro francês Jean Castex

O primeiro-ministro da França, Jean Castex, prometeu aumentar o financiamento de emergência para € 250 milhões para ajudar a aliviar a crise de vinho excedente em todo o país após a pandemia de Covid-19. Ele disse que o governo francês se solidarizou com os “produtores artesanais de vinho” do país e que um pacote de ajuda para o setor acrescentaria ainda € 80 milhões.

LEIA MAIS

» Possível super safra europeia causa preocupação

» Espanha decreta lei para limitar safra 2020

Em maio, o governo havia dito que pagaria € 170 milhões para ajudar os produtores de vinho a lidar com o excedente de vinho, principalmente por meio da chamada “destilação de crise”, ou seja, transformar vinho em álcool. Cerca de 5.000 vinicultores se inscreveram para destilar cerca de 330 milhões de litros de vinho em álcool industrial.

Os fundos públicos cobriam apenas cerca de 58% da procura e estavam sendo oferecidos 78 euros por 100 litros (um hectolitro) de vinho com denominação e Vin de pays (IGP).

Castex disse que o dinheiro seria usado principalmente para lidar com estoques em excesso, incluindo ajuda para destilarias para absorver a demanda extra. Porém, Thiébault Huber, presidente da confederação das denominações e vinicultores da Borgonha (CAVB), disse que esperava “muito mais”. Ele criticou o governo por não oferecer mais apoio às instalações privadas de armazenamento para manter estoques extras de vinho e por não se concentrar em um plano para “reconquistar” os mercados de exportação.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

 

Da redação

Publicado em 16 de Outubro de 2020 às 17:00


Notícias França Vinho Ajuda Jean Castex

Artigo publicado nesta revista