Escola do vinho

10 dicas que você precisa saber para subir um degrau no mundo do vinho

Da taça aos estilos, passando pela adega, cada gole ficará muito melhor a partir de agora


Com esse guia você estará preparado para brindar sem medo

1 – A taça

O glamour da taça de vinho é contagiante. Quem não acha lindo ver o dançar da bebida? Mas qual é a melhor taça?

O ideal é iniciar com uma que favorecerá os mais variados estilos de vinho, do branco ao tinto passando pelo rosé. Nesse caso opte pela chamada bordalesa. Ela tem como característica a boca um pouco mais fechada em relação ao fundo abobado. Isso serve para concentrar aromas e melhorar sua experiência.

Uma taça flûte, aquela compridinha clássica de espumantes, também é bacana.

Para conhecer as diferenças entre as principais taças disponíveis e escolher a sua é só clicar aqui.

2 – O estilo do vinho

Tinto, branco, rosé, fortificado, doce, seco...

São tantos estilos!

Mas não se preocupe, você terá tempo para degustá-los, conhecer cada um deles e descobrir os seus prediletos.

Rosé, branco, tinto... como saber qual estilo escolher?

O importante é saber por onde começar! Esse guia aqui traz as principais diferenças entre os estilos e suas características. Conhecendo seu gosto e o vinho fica mais fácil harmonizar você com ele!

3 – Temperatura

O vinho, assim como a maioria das bebidas, tem sua temperatura certa para degustar.

Muito quente ele pode ficar com o álcool sobressalente e atrapalhar a percepção de outros aromas e sabores, muito gelado ele vai passar por sal boca que nem água, sem provocar as papilas gustativas.

Muitas garrafas trazem no contrarrótulo a indicação do produtor informando a melhor temperatura para degustar.

Mas se não tiver não se preocupe, ADEGA preparou esse guia que traz informações de temperaturas e como atingir elas mesmo sem uma adega.

4 – Abrindo a sua garrafa

A maioria das garrafas de vinho é selada com uma rolha e muitas vezes isso pode ser um problema.

O cuidado aqui é a chave principal, afinal qualquer movimento mal calculado pode pôr tudo a perder.

Então siga essas dicas e não erre nessa hora que parece simples, mas pode trazer enrascadas!

5 – Começou a complicar, o que é um decanter?

Motivo de controvérsias entre os mais experientes enófilos o decanter pode ser um pesadelo. Mas calma, tudo tem sua hora e com o tempo você pegará o jeito dos vinhos que merecem ir para o acessório e os que não devem.

O decanter e seus mistérios

De uma maneira geral os que devem ser decantados são os tintos que possuem por um motivo ou outro muito corpo e estão fechados com seus aromas pouco presentes.

E claro, ADEGA preparou uma matéria com dicas sobre esse assunto.

6 – Sommelier, enófilo, enólogo...

O nome das pessoas do mundo do vinho costuma trazer confusão.

Afinal, quem faz o quê?

Em resumo o sommelier designa o profissional especializado na bebida, o enólogo é quem faz o vinho e o enófilo somos todos nós, apreciadores do mundo de Baco!

Para saber com mais detalhes clique aqui!

7 – Como harmonizar vinho e comida

A arte de harmonizar vinho e comida

A harmonização é uma arte que pode – e será – apreendida com tentativas e erros. Mas claro que não deixaremos você na mão.

Aqui estão 10 regras de ouro e cinco erros bem comuns!

Assim você já vai fazer bonito logo no início.

8 – Fui convidado para um jantar com vinho, como me comporto?

A primeira dica é tenha calma. Se seu anfitrião conhecer de vinho ele guiará a ação. Caso contrário recomendamos que ambos sigam essas dicas aqui. O jantar vai correr sem erros!

Se for em um restaurante saiba que também há uma etiqueta, mas todos estão lá para lhe ajudar, claro que algumas dicas caem bem!

E não esqueça, nesses locais normalmente é cobrada a famosa – e controversa – taxa da rolha.

9 – Fui tomar derrubei! E agora?

Você acha que ADEGA te deixaria na mão nesse momento, jamais!

Tragédias que todo enófilo passa

A dica aqui é velocidade na ação e os produtos corretos. O guia todo está aqui.

10 – Como guardar o vinho?

Uma das “regras” que sempre se houve é que vinho tem que ser guardado deitado.

Mas nem sempre isso é uma obrigação.  

A garrafa vedada com rolha deve ser guardada deitada

Afinal, a finalidade de guardar o vinho deitado é manter a rolha úmida, evitando que ela resseque, se quebre e permita a entrada de muito oxigênio, o que vai fatalmente estragar seu vinho.

Assim, vinhos que não usam a rolha de cortiça como vedação, por exemplo, não têm a obrigação de serem guardados deitados.

O assunto está abordado de forma completa aqui.

E se não bebi toda a garrafa? Calma! Temos um guia para você apreciar seu vinho no dia seguinte sem problemas!

E para finalizar, se quer dicas de bons vinhos basta clicar aqui e seguir nossa sessão ADEGA indica! Publicamos dicas de best buys, grandes vinhos, listas, enfim, vinho para todos os bolsos e gostos.

Para comprar suas garrafas clique aqui e confira os mais pontuados rótulos das melhores importadoras do país.

» Devo tomar água com ou sem gás com o vinho?

» Vinho e risoto: porque eles foram feitos um para o outro

» As adegas mais impressionantes de Las Vegas

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 6 de Agosto de 2021 às 20:00


Escola do vinho Dicas Vinho Que taça escolher Estilos de vinho Temperatura Decanter Como guardar o vinho Enólogo Sommelier Como abrir vinho