Mundovino

Valores de vinhedos franceses aumentaram

Adquirir um vinhedo na França ficou mais caro. Preços subiram em 2018 e são o dobro do que custavam em 2011


Preço médio de vinhedos na França pode chegar a 6,25 milhões de euros

Dados divulgados pela agência francesa Safer mostram que adquirir um vinhedo na França vem se tornando cada vez mais caro. A empresa disse que o preço médio atingiu 6,25 milhões de euros por hectare em 2018, um aumento de 4% em relação a 2017 – e o dobro do preço de 2011. Para se ter ideia, um único hectare de vinhas Grand Cru da Borgonha pode custar até 14,5 milhões de euros atualmente.

Obviamente os preços dos vinhedos Grand Cru da Borgonha se mantiveram no topo do ranking de valores no ano passado apesar de haver grande disparidade entre eles – alguns hectares de Grand Cru estavam disponíveis por um preço relativamente baixo, de 2,85 milhões de euros, apontou a Safer.

Leia mais:

Bordeaux: o terroir da excelência

Vinhos franceses abaixo de R$100

Borgonha: a célebre região francesa de vinhos

Outras regiões francesas valorizadas também registraram aumentos de preços em 2018. Em Bordeaux, Pauillac subiu 10% para uma média de € 2,2 milhões, e Pomerol saltou 20% para € 1,8 milhão, embora os melhores vinhedos de Pomerol possam ser vendidos por até € 3,6 milhões e os mais baratos possam chegar aos € 1,2 milhão. Os compradores têm um “foco ainda maior nas regiões e denominações mais prestigiadas, apesar da escassez de oportunidades e preços altos”, disse Alex Hall, fundador e diretor da agência imobiliária e consultora Vineyard Intelligence, de Bordeaux.

Os preços de vinhedos com denominação de origem em toda a França aumentaram 2,4% em 2018 para uma média de € 147.300 por hectare, segundo a Safer. Mas houve preços tão baixos quanto € 5.000 por hectare em partes de Beaujolais. Na Côte d’Or, os vinhedos classificados sob a denominação regional da Borgonha poderiam custar relativamente pouco, como € 13.000 por hectare, embora os melhores locais possam ser vendidos por até € 73.000.

Os números da Safer mostram que o valor total dos negócios com vinhedos franceses caiu 31% em 2018, para € 844 milhões (houve uma série de compras de alto nível no ano anterior, principalmente em StÉmilion).

As vinhas de Côtes de Provence, na região de Var, aumentaram 10% em preço em 2018, para uma média de 55.000 euros por hectare. “O sucesso do rosé de Provence, particularmente em mercados internacionais como os Estados Unidos, tem aumentado a demanda por vinhedos na Côtes de Provence, tanto de investidores nacionais quanto internacionais”, disse Hall.

Confira também:

Enoturismo em Côte d’Azur na França

Superdegustação dos vinhos do Pomerol

OS VINHEDOS FRANCESES MAIS CAROS EM 2018

Borgonha Grand Cru

Preço máximo € 14,5m

Preço médio € 6,25m Pomerol

Preço máximo € 3,6m Preço médio € 1,8m

Borgonha Premier Cru branco

Preço máximo € 3m Preço médio de € 1,59m

St-Émilion

Preço máximo € 3m

Preço médio € 270.000

Pauillac

Preço máximo € 2,5m

Preço médio € 2,2m

Borgonha Premier Cru tinto

Preço máximo € 2,25m

Preço médio € 680.000

Champagne Côte des Blancs

Preço máximo € 1,8m

Preço médio € 1,58m

Veja também:

Enoturismo em Champagne na França

As três cepas de Champagne na França

+ Vinhos franceses avaliados pela ADEGA

Da redação

Publicado em 24 de Agosto de 2019 às 15:00


Notícias França vinhos franceses Bordeaux Borgonha mercado de vinhos Safer

Artigo publicado nesta revista