Revista ADEGA

Novo Mundo

Vinhos do Novo Mundo que envelhecem bem

Selecionamos alguns rótulos do Novo Mundo com mais de 10 anos de guarda

Da redação em 29 de Abril de 2019 às 15:30

ADEGA traz uma seleção de rótulos do Novo Mundo com 10 anos ou mais de guarda que foram provados nos últimos anos. Provas de que a evolução dos vinhos de fora do Velho Mundo pode, sim, ser muito boa e de que os consumidores não precisam ter medo de envelhecer suas garrafas em adega. Confira a avaliação desses vinhos e vislumbre o potencial que eles podem apresentar.

AD 94 pontos

ALMAVIVA 1996

Almaviva, Vale do Maipo, Chile. Elaborado a partir de 75% Cabernet Sauvignon, 19% Carménère e 6% Cabernet Franc. Surpreende pela jovialidade dos aromas lembrando frutas vermelhas e negras mais frescas, envoltos por notas florais, defumadas, especiadas e de tabaco, além de toques minerais, balsâmicos e de alcaçuz. Elegante, estruturado, tem boa acidez, taninos finos e final longo e vivaz. EM

AD 90 pontos

CASA VALDUGA ENOTECA DA FAMIGLIA CABERNET FRANC 1999

Casa Valduga, Vale dos Vinhedos, Brasil. Aromas de frutas vermelhas mais passadas, além de toques defumados, de alcaçuz, frutas do bosque, especiarias doces, tabaco e argila. Em boca, tem um estilo mais austero, sério, ótima acidez, taninos finos e final persistente e elegante. Demonstração viva do potencial da Cabernet Franc no Vale dos Vinhedos. EM

Leia também:

Três grandes uvas do Novo Mundo

+ As uvas emblemáticas do Novo Mundo

Os vinhos do Novo Mundo podem envelhecer?

AD 94 pontos

CAVAS DE WEINERT CABERNET SAUVIGNON MERLOT MALBEC 1997

Weinert, Mendoza, Argentina. Somente em garrafas magnum, este foi o primeiro Cavas elaborado pelo atual enólogo, Hubert Weber. Em plena forma e ainda com potencial, mostra acidez vibrante e deliciosa textura, tudo envolto por muita fruta vermelha fresca, notas especiadas e terrosas. Gostoso de beber, alia elegância, potência e profundidade com maestria. EM

AD 97 pontos

CAYMUS SPECIAL SELECTION CABERNET SAUVIGNON 1990

Caymus, Califórnia, Estados Unidos. Este típico Cabernet Sauvignon passou 34 meses em barricas de carvalho e possui notas defumadas, balsâmicas, de ervas secas, de tabaco, de couro e de cogumelos. Surpreende pela acidez vibrante e pela textura quase granulada de seus taninos, que suportam essa fruta mais opulenta. Longo, com final de grafite e de cerejas ácidas. Depois, apareceram notas de camurça. EM

AD 91 pontos

DON LAURINDO TANNAT 1995

Don Laurindo, Vale dos Vinhedos, Brasil. Elaborado a partir de uvas Tannat advindas de um vinhedo em latada, sem passagem por madeira. Os aromas mais evoluídos lembram frutas vermelhas maduras envoltos por notas florais, medicinais e de especiarias doces, além de toques de tabaco. Chama a atenção pelo equilíbrio e delicadeza do conjunto, tem ótima acidez, taninos macios e final persistente. EM

AD 92 pontos

DON MAXIMIANO 1989

Errazuriz, Aconcágua, Chile. Impressiona pelo estado e conservação com mais de 25 anos. Limpo nos aromas, apresenta notas defumadas, minerais, de sangue e de especiarias. Mas é na boca que merece atenção. É fresco, limpo, austero, preciso, tem ótima acidez, impressionante textura de taninos e final persistente. Muito profundo, delicado e gostoso. EM

AD 93 pontos

DON MELCHOR 1989

Concha y Toro, Maipo, Chile. Elaborado exclusivamente a partir de Cabernet Sauvignon, com estágio de 12 meses em barricas de carvalho francês. Incrivelmente vivo, encantador e agradável de beber. Ao primeiro momento, lembra um Bordeaux envelhecido, apresentando notas terrosas, de couro, de ervas secas e de especiarias doces. Depois aparecem notas florais, de eucalipto, de mentol e de cânfora. Vivo e cheio de frescor, mostra excepcional acidez, ótima textura de taninos, lembrando tinta nanquim e final persistente e elegante, com toques de café e chocolate amargo. EM

O estilo atual (de maior acidez) de vinhos feitos no Novo Mundo deve fazer com que eles tenham ainda mais longevidade

AD 90 pontos

FAMILIA DEICAS PRELUDIO 1999

Familia Deicas, Canelones, Uruguai. Composto de Tannat, Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Petit Verdot. Cheio de vivacidade, tem ótima textura e gostosa acidez, tudo envolto por frutas vermelhas e negras maduras, notas especiadas, terrosas e de ervas secas, que já mostram sinais de evolução, mas trazem complexidade ao conjunto. EM

AD 94 pontos

LAGARDE SÉMILLON 1942

Lagarde, Mendoza, Argentina. 100% Sémillon, mostra-se complexo tanto no nariz quanto na boca. Estruturado e quase cremoso, está vivo, cheio de acidez e muito profundo e concentrado, tudo envolto por notas de frutos secos e de marzipã, além de toques salinos que remetem a um Jerez fino. Instigante. Uma delícia. EM

AD 90 pontos

MIOLO RESERVA PINOT NOIR

1999 Miolo Wine Group, Vale dos Vinhedos, Brasil. Já com sinais de evolução, este 100% Pinot Noir mostra tipicidade e vivacidade, com fruta vermelha de qualidade escoltada por notas terrosas, defumadas e de especiarias doces. Tem acidez vibrante, taninos de ótima textura e final persistente. EM

[Colocar Alt]

AD 94 pontos

MONTCHENOT 115 CABERNET SAUVIGNON MERLOT MALBEC 1988

López, Mendoza, Argentina (Não disponível). Com longos 10 anos de estágio em barris, como é tradição nos tintos da linha Montchenot, esta versão foi engarrafada em 1998 e lançada somente em 2013, para comemorar os 115 anos da vinícola. Está incrivelmente jovem e vivo, cheio de frutas, como groselhas. Suculento e cheio de vibração, não parece que tem 28 anos. Num estilo mais maduro, de muita finesse e delicadeza. Álcool 13%. EM

AD 90 pontos

PETER MICHAEL MON PLAISIR CHARDONNAY 1989

Peter Michael Winery, Califórnia, Estados Unidos. A primeira safra deste Chardonnay 100% foi elaborada em 1987. Mostra uma profusão de frutas tropicais maduras e em compota, seguidas de notas florais, de baunilha e de camomila. Num estilo mais untuoso, cheio e de perfil mais maduro, já dando os primeiros sinais de cansaço, mas, por outro lado, mostrando as virtudes de delicadeza e complexidade dos bons brancos envelhecidos. EM

AD 92 pontos

SANTA CAROLINA SÉMILLON CHARDONNAY 1962

Santa Carolina, Maipo, Chile. Surpreendente, este branco mostra aromas de frutas cítricas em compota acompanhadas de notas de mel e de frutos secos. Mas, merece atenção na boca, pois é estruturado e ainda frutado, tem acidez refrescante, textura quase cremosa e final longo, confirmando o nariz. EM

AD 95 pontos

SANTA RITA CASA REAL 1995

Santa Rita, Maipo, Chile. 100% Cabernet Sauvignon, com estágio de 15 meses em barricas de carvalho. Mostra aromas complexos de frutas vermelhas maduras e de especiarias, bem como notas balsâmicas, florais, minerais e de tabaco. Elegante e equilibrado, tem acidez refrescante, taninos finos e final longo, com toques de grafite. EM

AD 93 pontos

SPOTTSWOODE CABERNET SAUVIGNON 1991

Spottswoode Winery, Califórnia, Estados Unidos. Classudo, mostra aromas de cassis e amoras maduras seguidos por notas de cedro e de especiarias doces, além de toques de tabaco, de alcaçuz e de grafite. Ainda vivo, é estruturado, alia de modo equilibrado e com elegância madurez, potência, taninos de fina textura e profundidade. EM


Notícias Vinhos do Novo Mundo Novo Mundo

Artigo publicado nesta revista


Douro Primeira Prova

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
Digital
1 ano
Digital
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaDigitalDigital
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241224
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 432,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 64,80R$ 100,00
Desconto
EconomizaR$ 151,20R$ 332,00
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também Guia ADEGA Guia ADEGA Vinhos do Brasil 2018/2019 + Poster "as cores do vinho"

Boletim Revista ADEGA

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas